Início » 20 capitais devem ter segundo turno – Análise Arko
NotíciasPolítica
A+A-
Reset

20 capitais devem ter segundo turno – Análise Arko

Mantido o cenário apontado hoje nas pesquisas de intenção de voto para prefeito, a tendência é que 20 capitais tenham dois turnos. (Veja tabela ao final da matéria)

Neste primeiro turno, no próximo dia 15, as atenções estarão concentradas em São Paulo e no Rio de Janeiro, as duas maiores capitais do país, além de Recife e Fortaleza, onde a disputa está acirrada.

Em São Paulo, o prefeito Bruno Covas (PSDB), que tenta a reeleição e é o favorito, deverá estar no segundo turno. A incógnita é o seu adversário. Três nomes estão no páreo: Celso Russomanno (Republicanos); Guilherme Boulos (PSOL); e Márcio França (PSB).

No Rio de Janeiro, o cenário é similar. Uma das vagas no segundo turno deve ser do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM). A outra vaga está sendo disputada pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e a delegada Martha Rocha (PDT). Embora Paes seja o favorito, um segundo turno contra Martha Rocha seria mais difícil para ele.

Leia mais:

Russomanno e Crivella, que são os candidatos mais rejeitados nessas capitais, apostam na vinculação com o presidente Jair Bolsonaro para chegar ao segundo turno.

Em Recife, devemos ter um dos pleitos mais acirrados do país. O deputado federal João Campos (PSB) deve ocupar uma vaga no segundo turno. Marília Arraes (PT), Delegada Patrícia (Podemos) e Mendonça Filho (DEM) disputam a outra vaga.

No Nordeste, outra disputa apertada ocorrerá em Fortaleza. Apoiado por Ciro Gomes, José Sarto (PDT), o favorito, deverá estar no segundo turno. Capitão Wagner (PROS) e Luizianne Lins (PT) brigam pela outra vaga no segundo turno. Um aspecto a ser ressaltado é a tendência ao continuísmo. Dos sete prefeitos que disputam a reeleição, apenas Marcelo Crivella não deve chegar ao segundo turno.

Também vemos um revés dos chamados outsiders. À exceção de Alexandre Kalil (Belo Horizonte), Josiel Alcolumbre (Macapá), Minoru Kinpara (Rio Branco) e Alfredo Gaspar (Maceió), nenhum dos demais nomes da chamada “antipolítica” lidera pesquisas de intenção de voto a uma semana do primeiro turno.

Quem deve estar no segundo turno:

Veja na tabela quem lidera nas pesquisas e deve passar para o segundo turno nas capitais. Candidatos marcados com “R” são aqueles que concorrem à reeleição.

CAPITAIS CENÁRIO (intenções de voto)
Belém (PA) Edmilson Rodrigues (PSOL): 37%
José Priante (MDB): 18%
Boa Vista (RR) Arthur Henrique (MDB): 27%
Ottaci (SD): 27%
Macapá (AP) Josiel Alcolumbre (DEM): 25%
Capi (PSB): 16%
Dr. Furlan (Cidadania): 11%
Manaus (AM) Amazonino Mendes (Podemos): 27%
David Almeida (Avante): 16%
Ricardo Nicolau (PSD): 13%
Palmas (TO) Cinthia Ribeiro (PSDB) – R: 35%
Tiago Amastha (PSB): 12%
Júnior Geo (PROS): 11%
Porto Velho (RO) Hildon Chaves (PSDB) – R: 26%
Vinicius Miguel (Cidadania): 12%
Cristiane Lopes (PP): 12%
Rio Branco (AC) Minoru Kinpara (PSDB): 26%
Socorro Neri (PSB) – R: 24%
Tião Bocalom (PP): 19%
Aracaju (SE) Edvaldo Nogueira (PDT) – R: 35%
Delegada Danielle (Cidadania): 18%
Fortaleza (CE) José Sarto (PDT): 29%
Capitão Wagner (PROS): 27%
Luizianne Lins (PT): 24%
João Pessoa (PB) Cícero Lucena (PP): 21%
Nilvan Ferreira (MDB): 17%
Maceió (AL) Alfredo Gaspar (MDB): 26%
JHC (PSB): 25%
Davi Filho (PP): 12%
Recife (PE) João Campos (PSB): 31%
Marília Arraes (PT): 18%
Delegada Patrícia (Podemos): 16%
São Luís (MA) Eduardo Braide (Podemos): 38%
Duarte Júnior (Republicanos): 18%
Neto Evangelista (DEM): 14%
Rubens Júnior (PCdoB): 10%
Teresina (PI) Dr. Pessoa (MDB): 38%
Kleber Montezuma (PSDB): 22%
Cuiabá (MT) Abílio (Podemos): 25%
Emanuel Pinheiro (MDB) – R: 24%
Roberto França (Patriota): 18%
Goiânia (GO) Maguito Vilela (MDB): 33%
Vanderlan Cardoso (PSD): 26%
Rio de Janeiro (RJ) Eduardo Paes (DEM): 31%
Marcelo Crivella (Republicanos) – R: 15%
Delegada Martha Rocha (PDT): 13%
São Paulo (SP) Bruno Covas (PSDB) – R: 28%
Celso Russomanno (Republicanos): 16%
Guilherme Boulos (PSOL): 14%
Márcio França (PSB): 13%
Vitória (ES) João Coser (PT): 26%
Fabrício Gandini (Cidadania): 24%
Delegado Pazolini (Republicanos): 18%
Porto Alegre (RS) Manuela D’Ávila (PCdoB): 27%
Nelson Marchezan Júnior (PSDB) – R: 17%
Sebastião Melo (MDB): 15%

 


*Análise Arko – Esta coluna é dedicada a notas de análise do cenário político produzidas por especialistas da Arko Advice. Tanto as avaliações como as informações exclusivas são enviadas primeiro aos assinantes. www.arkoadvice.com.br

 

 

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00