Elza Fiúza/ABr

Mantido o cenário apontado hoje nas pesquisas de intenção de voto para prefeito, a tendência é que 20 capitais tenham dois turnos. (Veja tabela ao final da matéria)

Neste primeiro turno, no próximo dia 15, as atenções estarão concentradas em São Paulo e no Rio de Janeiro, as duas maiores capitais do país, além de Recife e Fortaleza, onde a disputa está acirrada.

Em São Paulo, o prefeito Bruno Covas (PSDB), que tenta a reeleição e é o favorito, deverá estar no segundo turno. A incógnita é o seu adversário. Três nomes estão no páreo: Celso Russomanno (Republicanos); Guilherme Boulos (PSOL); e Márcio França (PSB).

No Rio de Janeiro, o cenário é similar. Uma das vagas no segundo turno deve ser do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM). A outra vaga está sendo disputada pelo prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) e a delegada Martha Rocha (PDT). Embora Paes seja o favorito, um segundo turno contra Martha Rocha seria mais difícil para ele.

Leia mais:

Russomanno e Crivella, que são os candidatos mais rejeitados nessas capitais, apostam na vinculação com o presidente Jair Bolsonaro para chegar ao segundo turno.

Em Recife, devemos ter um dos pleitos mais acirrados do país. O deputado federal João Campos (PSB) deve ocupar uma vaga no segundo turno. Marília Arraes (PT), Delegada Patrícia (Podemos) e Mendonça Filho (DEM) disputam a outra vaga.

No Nordeste, outra disputa apertada ocorrerá em Fortaleza. Apoiado por Ciro Gomes, José Sarto (PDT), o favorito, deverá estar no segundo turno. Capitão Wagner (PROS) e Luizianne Lins (PT) brigam pela outra vaga no segundo turno. Um aspecto a ser ressaltado é a tendência ao continuísmo. Dos sete prefeitos que disputam a reeleição, apenas Marcelo Crivella não deve chegar ao segundo turno.

Também vemos um revés dos chamados outsiders. À exceção de Alexandre Kalil (Belo Horizonte), Josiel Alcolumbre (Macapá), Minoru Kinpara (Rio Branco) e Alfredo Gaspar (Maceió), nenhum dos demais nomes da chamada “antipolítica” lidera pesquisas de intenção de voto a uma semana do primeiro turno.

Quem deve estar no segundo turno:

Veja na tabela quem lidera nas pesquisas e deve passar para o segundo turno nas capitais. Candidatos marcados com “R” são aqueles que concorrem à reeleição.

CAPITAIS CENÁRIO (intenções de voto)
Belém (PA) Edmilson Rodrigues (PSOL): 37%
José Priante (MDB): 18%
Boa Vista (RR) Arthur Henrique (MDB): 27%
Ottaci (SD): 27%
Macapá (AP) Josiel Alcolumbre (DEM): 25%
Capi (PSB): 16%
Dr. Furlan (Cidadania): 11%
Manaus (AM) Amazonino Mendes (Podemos): 27%
David Almeida (Avante): 16%
Ricardo Nicolau (PSD): 13%
Palmas (TO) Cinthia Ribeiro (PSDB) – R: 35%
Tiago Amastha (PSB): 12%
Júnior Geo (PROS): 11%
Porto Velho (RO) Hildon Chaves (PSDB) – R: 26%
Vinicius Miguel (Cidadania): 12%
Cristiane Lopes (PP): 12%
Rio Branco (AC) Minoru Kinpara (PSDB): 26%
Socorro Neri (PSB) – R: 24%
Tião Bocalom (PP): 19%
Aracaju (SE) Edvaldo Nogueira (PDT) – R: 35%
Delegada Danielle (Cidadania): 18%
Fortaleza (CE) José Sarto (PDT): 29%
Capitão Wagner (PROS): 27%
Luizianne Lins (PT): 24%
João Pessoa (PB) Cícero Lucena (PP): 21%
Nilvan Ferreira (MDB): 17%
Maceió (AL) Alfredo Gaspar (MDB): 26%
JHC (PSB): 25%
Davi Filho (PP): 12%
Recife (PE) João Campos (PSB): 31%
Marília Arraes (PT): 18%
Delegada Patrícia (Podemos): 16%
São Luís (MA) Eduardo Braide (Podemos): 38%
Duarte Júnior (Republicanos): 18%
Neto Evangelista (DEM): 14%
Rubens Júnior (PCdoB): 10%
Teresina (PI) Dr. Pessoa (MDB): 38%
Kleber Montezuma (PSDB): 22%
Cuiabá (MT) Abílio (Podemos): 25%
Emanuel Pinheiro (MDB) – R: 24%
Roberto França (Patriota): 18%
Goiânia (GO) Maguito Vilela (MDB): 33%
Vanderlan Cardoso (PSD): 26%
Rio de Janeiro (RJ) Eduardo Paes (DEM): 31%
Marcelo Crivella (Republicanos) – R: 15%
Delegada Martha Rocha (PDT): 13%
São Paulo (SP) Bruno Covas (PSDB) – R: 28%
Celso Russomanno (Republicanos): 16%
Guilherme Boulos (PSOL): 14%
Márcio França (PSB): 13%
Vitória (ES) João Coser (PT): 26%
Fabrício Gandini (Cidadania): 24%
Delegado Pazolini (Republicanos): 18%
Porto Alegre (RS) Manuela D’Ávila (PCdoB): 27%
Nelson Marchezan Júnior (PSDB) – R: 17%
Sebastião Melo (MDB): 15%

 


*Análise Arko – Esta coluna é dedicada a notas de análise do cenário político produzidas por especialistas da Arko Advice. Tanto as avaliações como as informações exclusivas são enviadas primeiro aos assinantes. www.arkoadvice.com.br