Foto: PSDB/divulgação

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou, durante evento realizado em Washington, que a decisão sobre se candidatar à presidência da República deve acontecer em breve.

“Discutiremos isso nas próximas semanas também porque a lei eleitoral no Brasil demanda que eu renuncie ao mandato de governador até o fim de março. Então, estamos com pressa”, afirmou Eduardo Leite, que é filiado ao PSDB e deve deixar o partido para concorrer pelo PSD de Gilberto Kassab.

Nesta semana, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), abriu caminho para Leite ao anunciar que não irá concorrer à presidência da República. Pacheco afirmou que seria impossível conciliar o cargo atual com uma campanha eleitoral nacional.

“Temos de contribuir para criar uma alternativa ao país. Muitas pessoas pensam que eu poderia contribuir sendo candidato nesta eleição. Estou discutindo a possibilidade de candidatura, mas isso não deve ser uma decisão pessoal”, disse Leite.

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.