Marcos Pontes: Brasil precisa atrair investimentos privados para o setor de inovação
Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) apresentou na última terça-feira (8), a um grupo de embaixadores da União Europeia (UE), programas e projetos desenvolvidos pelo ministério focados na sustentabilidade e no investimento em pesquisas e estudos. O ministro do órgão,Marcos Pontes, e os secretários de Pesquisa e Formação Científica do MCTI, Marcelo Morales, e de Estruturas Financeiras e de Projetos do MCTI, Marcelo Meirelles estiveram presentes na reunião. 

O ministro Marcos Pontes ressaltou a importância de mostrar as ações do ministério e seus resultados a outros países. “Compartilhar com os embaixadores o que temos feito no âmbito da sustentabilidade e do investimento em pesquisas é extremamente relevante. É uma forma de mostrar que os impactos favorecem ao meio ambiente, à população, à economia. Há, ainda, importantes ações voltadas à cooperação internacional, como uma chamada pública que lançamos para pesquisadores brasileiros e estrangeiros que desenvolvem estudos na Torre Atto”, afirmou. A Torre Atto é um centro de pesquisa localizado na floresta amazônica. 

Ao fim da reunião, o embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, fez um balanço do encontro. “Conheci de perto algumas das ações do ministério, como o SALAS/MCTI e a Torre Atto, ambos na Amazônia. De fato, reconheço o comprometimento do Brasil com o desenvolvimento de pesquisas em sustentabilidade, preservação do meio ambiente, e o fomento a esses estudos. Que possamos, cada vez mais, trabalhar de forma conjunta, numa cooperação científica robusta e sustentável.”

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.