Peter Nicholls/Reuters

As negociações entre Reino Unido e União Europeia para resolver divergências quanto ao Brexit avançaram nesta semana, depois de muito tempo emperrada, e se prevê um acordo para o início de novembro. Ambas as partes trabalham em um texto para um acordo sobre igualdade de condições de concorrência e sobre a cobertura dos subsídios estatais, segundo fontes não identificadas.

Ainda que haja muitas divergências entre UE e Reino Unido, os avanços nas negociações dão esperanças de uma resolução depois de sete meses de dificuldades. A partir desta quinta-feira (29), os negociadores rumam para Bruxelas (Bélgica), onde se reunirão Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, e Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, para negociar um acordo final a partir de 3 de novembro.

Sem esse acordo, o impacto financeiro e econômico da saída do Reino Unido do mercado único e da união aduaneira da União Europeia serão bem mais fortes para consumidores e empresas.