Início » Trump confirma favoritismo no partido com vitória em Nova Hampshire
Política
A+A-
Reset

Trump confirma favoritismo no partido com vitória em Nova Hampshire

Donald Trump recebeu, nessa terça-feira (21), mais de 50% dos votos do eleitorado em Nova Hampshire para disputar as eleições nos EUA

O ex-presidente Donald Trump confirmou o seu favoritismo para partiripar das eleições gerais com outra vitória nas prévias do partido Republicano, nessa terça-feira (21), em Nova Hampshire. Com 92% das urnas apuradas, o empresário somou 54,6% dos votos, enquanto sua adversária, a ex-governadora da Carolina do Sul Nikki Haley, conseguiu 43,2%.

Leia mais! ELEIÇÕES NOS EUA: COMO A DESISTÊNCIA DE DESANTIS FAVORECE TRUMP

Esta foi a segunda vitória de Trump na disputa interna da legenda para escolher o seu representante nas eleições gerais para a presidência americana, que ocorrem no dia 5 de novembro. 

Após a confirmação de que Trump ficaria acima do patamar de 50% dos votos, os candidatos subiram em um palanque para discursar. Apesar de derrotada em Nova Hampshire, Nikki Haley se comprometeu a dar sequência a sua campanha. 

“A maioria dos americanos não quer uma revanche entre Biden e Trump”, afirmou Nikki Haley no palanque. “Nova Hampshire é o primeiro estado da nação. Não é o último da nação. Essa corrida está longe do fim. Há dezenas de estados a percorrer. E o próximo é o meu querido estado da Carolina do Sul”, comentou a ex-governadora.

Discurso de Nikki Haley em Nova Hampshire

Discurso de Nikki Haley em Nova Hampshire. Foto: Reprodução Youtube / Nikki Haley

O ex-presidente, por sua vez, atacou o discurso de Haley. 

“Ela está fazendo um discurso como se tivesse vencido, mas ela perdeu. Eu posso subir aqui e dizer para todos ‘obrigado pela vitória, foi maravilhoso’. Ou eu posso subir e dizer ‘quem diabos era a impostora que subiu no palco antes e reivindicou uma vitória quando, na verdade, saiu-se muito mal?’”, comentou Trump. 

Caucus em Iowa

No dia 15 de janeiro, Trump já havia saído vencedor do caucus em Iowa, com 51% dos votos. O segundo colocado havia sido o ex-governador da Flórida, Ron DeSantis, que desistiu de sua campanha após os resultados. Na ocasião, Nikki Haley conquistou 19,1%. 

As primárias diferem do caucus no modelo de votação. Enquanto as primárias se assemelham às eleições gerais, com voto secreto em urna, o caucus possui uma estrutura mais flexível, aberto ao debate. 

Biden alerta para Trump

O atual presidente dos EUA, Joe Biden, também saiu vencedor nas primárias democratas de New Hampshire. Diferentemente de seus adversários, seu nome não constou nas cédulas de votação e os eleitores precisaram escrever seu nome para indicar o voto nele. Ainda assim, Biden assegurou 53,2% dos votos.

Leia mais!  PARTIDO DEMOCRATA REALIZA PRIMÁRIAS PARA ELEIÇÕES NOS EUA SEM BIDEN NESTA TERÇA

Em comunicado, Biden alertou para a consolidação de Trump como candidato do Republicano e pediu que todos se unam para evitar a volta do ex-presidente à Casa Branca. 

“Agora está claro que Donald Trump será o candidato republicano. E a minha mensagem ao país é que o que está em jogo não poderia ser maior. Nossa democracia. As nossas liberdades pessoais, desde o direito de escolha ao direito de voto. A nossa economia, que registou a recuperação mais forte do mundo desde a Covid. Todos estão em jogo”, disse Joe Biden em comunicado.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00