Início » Lula garante que pessoas que ganham até 2 salários mínimos não pagarão Imposto de Renda
DestaqueEconomia
A+A-
Reset

Lula garante que pessoas que ganham até 2 salários mínimos não pagarão Imposto de Renda

Com o reajuste do salário mínimo em 2024, também houve uma mudança na faixa de pagamento do Imposto de Renda

O presidente Lula (PT) garantiu, por meio de suas redes sociais, que as pessoas que ganham até 2 salários mínimos não vão pagar o Imposto de Renda (IR). – Nós vamos fazer o que prometemos – ressaltou Lula. Além disso, ele disse que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), já – está ciente das mudanças que precisará fazer –.

Com o reajuste do salário mínimo em 2024, também houve uma mudança na faixa de pagamento do Imposto de Renda. Portanto, elevou a remuneração de dois salários para R$ 2.824. De acordo com Lula, haverá o compromisso de terminar seu mandato com isenção para quem recebe até cinco salários-mínimos. A afirmação ocorreu, nesta terça-feira (23), em entrevista à Rádio Metrópole.

Leia mais! CIDADÃOS QUE RECEBEM DOIS SALÁRIOS MÍNIMOS VOLTARÃO A PAGAR IMPOSTO DE RENDA

– A gente resolveu desonerar as pessoas que ganhavam até R$ 2.640. Com o reajuste do salário mínimo, as pessoas que ganham dois mínimos parecem que vão pagar Imposto de Renda, mas não vão, porque nós vamos fazer mudanças agora – afirmou Lula.

imposto de renda

Haddad e Lula – Foto: Ricardo Stuckert/PR

Isenção do Imposto de Renda

Fernando Haddad (PT) assinalou a afirmação de Lula. De acordo com o chefe da Fazenda, ele entregará até o final de janeiro o cálculo para a revisão da faixa de isenção do IR. A ideia é que a tabela seja reajustada proporcionalmente para acomodar o aumento do salário mínimo previsto no Orçamento deste ano.

Leia mais! REFORMA TRIBUTÁRIA: BERNARD APPY DESTACA DESAFIOS EM LEIS COMPLEMENTARES E IMPOSTO DE RENDA

A revisão foi anunciada durante participação no programa Roda Viva, na noite de segunda. Na ocasião, Haddad afirmou que a mudança é um pedido do presidente Lula.

imposto de renda

Haddad – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

–  Nós vamos fazer uma nova revisão esse ano, até por conta do aumento do salário mínimo, o presidente já pediu uma análise para nós acertarmos a questão da faixa de isenção – declarou Haddad.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00