Início » Cidadãos que recebem dois salários mínimos voltarão a pagar imposto de renda
Economia
A+A-
Reset

Cidadãos que recebem dois salários mínimos voltarão a pagar imposto de renda

A União Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco Nacional) alertou que os brasileiros que ganham 2 salários mínimos voltarão a pagar o imposto de renda em 2024. De acordo com o levantamento, a última correção do salário mínimo impactou diretamente a faixa de renda antes considerada isenta.

Para o presidente da Unafisco Nacional, Mauro Silva, o aumento de 10,16% no salário mínimo em 2024 elevou os ganhos para quem recebia até dois salários mínimos em 2023 (R$ 2.640), que agora é de R$ 2.824.

Leia mais! PL sobre doação a projetos desportivos no imposto de renda avança no Senado

Porém, de acordo com a nota da Unafisco, a faixa de isenção continua em R$ 2.112, permitindo, por artifício, que quem ganha até R$ 2.640 ficasse isento. Agora, com os ganhos de R$ 2.824, essa parcela da população volta a ser tributada, recolhendo R$ 13,80 de imposto todo mês.

– É, no mínimo, um absurdo. O governo vendeu a ideia de isenção para quem ganha até 2 salários mínimos, mas isso não é verdade – afirmou Mauro Silva.

imposto de renda

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Imposto de renda também impacta aposentados

Os aposentados e os pensionistas do INSS também sofrerão com o reajuste do salário mínimo.

– O governo está penalizando quem ganha menos. É crucial corrigir a tabela do IRPF para refletir a realidade da inflação – pontuou Silva.

Leia mais! Herança: projeto isenta imposto de renda de fundos de investimento

Ainda, de acordo com a Unafisco, a defasagem para a isenção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física é de 134% em 2024. Contudo, o valor para o não pagamento de imposto deveria ser de R$ 4.942. Portanto, contemplaria 13,6 milhões de pessoas. Além disso, geraria uma economia de R$ 202 bilhões aos trabalhadores.

Vale lembrar que o presidente Lula anunciou que pretende elevar a isenção para os R$ 5 mil. Além disso, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, prometeu enviar, no primeiro semestre, a reforma da tributação da renda, que inclui a faixa de isenção.

Confira a íntegra

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00