Início » Chuvas no RS: força-tarefa do governo federal já soma R$ 62,5 bilhões 

Chuvas no RS: força-tarefa do governo federal já soma R$ 62,5 bilhões 

Desde o dia 27 de abril, as chuvas no RS já afetaram 471 cidades, resultando na morte de 169 pessoas e deixando mais de 626 mil desabrigadas

A+A-
Reset

5Um mês após o início da força-tarefa do governo federal devido as chuvas no RS, já foram destinados emergencialmente R$ 62,5 bilhões de reais para socorrer a população afetada pelas enchentes. Desde o dia 27 de abril, a catástrofe já afetou 471 cidades, resultando na morte de 169 pessoas e deixando mais de 626 mil desabrigadas. A rápida resposta do governo é crucial para mitigar os impactos deste desastre climático.

chuvas no RS

Lula sobrevoa áreas atingidas por enchentes no Rio Grande do Sul – Foto: Ricardo Stuckart / Reprodução

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom/PR), desde 30 de abril, o governo federal tem atuado em seis frentes para apoiar a população gaúcha. Além disso, as empresas, e as administrações estaduais e municipais afetadas. Essas frentes incluem: resposta emergencial ao desastre, cuidados com as pessoas, apoio às empresas, medidas para o governo estadual. Bem como, medidas para os municípios e ações institucionais. Esse esforço coordenado é essencial para garantir uma resposta eficaz e ágil.

Na quarta-feira (29), o presidente Lula (PT) anunciou novas medidas para a reconstrução do Rio Grande do Sul. Ele destacou a necessidade de uma resposta federal rápida e eficiente, evitando burocracia que possa atrasar a ajuda.

– Temos que fazer as coisas acontecerem. Quem tem fome tem pressa, mas quem perdeu suas coisas, sua casa, sua rota, sua roupa, seus animais, seus familiares, tem muito mais pressa – declarou Lula, sublinhando a urgência da situação.

Medidas para amenizar os impactos das chuvas no RS

Durante os 30 dias de operação, Lula visitou o estado três vezes para monitorar a situação de perto. Em sua primeira visita a Santa Maria, em 2 de maio, ele assegurou que os recursos federais seriam disponibilizados para atender às necessidades básicas da população. No dia 5 de maio, o presidente esteve em Porto Alegre, acompanhado de representantes dos Três Poderes e uma comitiva de 15 ministros. Já em 15 de maio, em São Leopoldo, anunciou a criação do Auxílio Reconstrução, destinando R$ 5,1 mil para cada família desalojada e desabrigada. O intuito é afirmar o compromisso do governo com a recuperação da região.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais