O Ministério de Minas e Energia anunciou, nesta segunda-feira, o nome de Caio Mário Paes de Andrade como novo indicado para assumir o comando da Petrobras, substituindo José Mauro Ferreira Coelho. A troca ocorre menos de 40 dias depois de Coelho assumir a estatal. O indicado desta vez é auxiliar de Guedes no Ministério da Economia, onde ainda ocupa o cargo de Secretário da Desburocratização. A mudança corre em meio a alta do preço dos combustíveis, o que reflete diretamente na popularidade do presidente Jair Bolsonaro.

Em nota da pasta, o governo agradeceu a José Mauro por toda contribuição a estatal, mas afirmou que o momento geopolítico é desafiador, especialmente para o mercado de petróleo.

“Adicionalmente, diversos fatores geopolíticos conhecidos por todos resultam em impactos não apenas sobre o preço da gasolina e do diesel, mas sobre todos os componentes energéticos. Dessa maneira, para que sejam mantidas as condições necessárias para o crescimento do emprego e renda dos brasileiros, é preciso fortalecer a capacidade de investimento do setor privado como um todo. Trabalhar e contribuir para um cenário equilibrado na área energética é fundamental para a geração de valor da Empresa, gerando benefícios para toda a sociedade”, diz a nota.

Caio Mário Paes de Andrade é formado em Comunicação Social pela Universidade Paulista, pós graduado em Administração e Gestão pela Harvard University e mestre em Administração de Empresas pela Duke University. Ele também é membro do Conselho Administrativo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA).

Após a mudança no comando do ministro de Minas e Energia, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, já havia manifestado publicamente uma possível mudança na Petrobras. Bolsonaro declarou que estava disposto a fazer substituições de pessoas para diminuir o preço do combustível.

O Ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, expressou, assim que assumiu, que a privatização da Petrobras e do PPSA seria uma prioridade da pasta. A nomeação de Andrade para a Presidência da Petrobras torna-se um passo significativo para Sachsida, possibilitando a pauta da privatização. Além disso, é uma vitória do Ministro da Economia, Paulo Guedes, que emplacou dois de seus auxiliares em postos estratégicos.

Autores

  • Editora-chefe na Arko Advice, desde fevereiro de 2022. Antes, atuou como repórter de política na CNN Brasil. Foi correspondente internacional em Nova Iorque pela Record TV. Atua em redação há 18 anos.

  • Graduanda de Ciências Sociais na Universidade de Brasília (UnB) e estagiária na Arko Advice.