10.mar.22 - Jair Bolsonaro (PL), ao lado da secretária Daniella Marques Consentino, em live semanal

O presidente da República Jair Bolsonaro (PL) comentou durante transmissão ao vivo na noite de quinta-feira (12) o preço dos combustíveis e a demissão de Bento Albuquerque do Ministério de Minas e Energia, publicada na manhã de quarta-feira (11).

“Agradeço o trabalho excepcional que ele fez, muito bom em várias áreas. Mas tínhamos um problema na Petrobras e ele decidiu assinar sua saída”, explicou.

Nos bastidores há o entendimento que a queda de Bento Albuquerque se deve ao fato de resistência na mudança da política de preços da Petrobras e do novo aumento de combustíveis divulgado pela estatal na semana passada. Ainda assim, o ex-ministro afirmou que sua saída foi por motivos pessoais e que o governo Bolsonaro segue “a contar com sua lealdade, respeito e amizade”.

Durante a live, Bolsonaro voltou a criticar o lucro “absurdo” da empresa e disse que está fazendo o possível na Petrobras mas sem interferir na estatal. O chefe do planalto completou que a empresa precisa entender o seu papel social quando a questão é o preço dos combustíveis. “Espero fazer mudanças para buscar minorar o preço no Brasil”, afirmou.