Lula e Bolsonaro. Imagem: montagem com fotos de Ricardo Stuckert/Instituto Lula e Marcelo Camargo/Agência Brasil

A pesquisa Modalmais/Futura divulgada nesta quarta-feira (30) mostra um cenário de empate técnico entre o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL), apontando um quadro distinto dos levantamentos que vem sendo publicados.

Segundo a Modalmais, Lula tem 38,3% das intenções de voto. Bolsonaro aparece com 35,3%. Como a margem de erro do instituto é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, os dois estão tecnicamente empatados na liderança.

Os ex-ministros Sergio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT) aparecem tecnicamente empatados na terceira posição com 5,3% e 5,1%, respectivamente.

O deputado federal André Janones (Avante) tem 2,1%. Os governadores de São Paulo (SP), João Doria (PSDB), e do Rio Grande do Sul (RS), Eduardo Leite (PSDB), aparecem com 1,3% cada um. A senadora Simone Tebet (MDB) registra 1,1%. E o cientista político Luiz Felipe D’Ávila (Novo) tem 0,3%. Brancos, nulos e indecisos somam 9,2%.

Na simulação de segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 48,6% a 41,6%. Brancos, nulos e indecisos somam 9,8%.

A pesquisa também mostrou Bolsonaro (45,6%) e Lula (41,1%) com rejeições muito similares, o que sugere uma sucessão bastante acirrada, já que dada a consolidação da polarização do bolsonarismo contra o lulismo, quem tiver a rejeição mais baixa tende a se beneficiar, principalmente no segundo turno.