Foto: Carolina Antunes/PR

Em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (15), o presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou o aumento no preço dos combustíveis feito pela Petrobras. De acordo com Bolsonaro, a estatal deveria ter esperado mais um pouco para repassar o aumento às refinarias.

O chefe do Executivo disse que lamenta a decisão da estatal de não adiar o aumento do preço do diesel. O motivo é que o Congresso aprovou, no início da madrugada de sexta-feira (11), o projeto de lei que reduz os tributos dos combustíveis e pode baixar em R$ 0,60 o litro do diesel, segundo as estimativas do governo. Bolsonaro queria que o aumento viesse depois da efetividade do texto.

O presidente afirmou que se tivesse um dia a mais poderia ter auxiliado no reajuste e frisou que não é de sua responsabilidade o aumento no valor das bombas. “Se ela (Petrobras) tivesse esperado, teríamos um reajuste de apenas R$ 0,30 do preço do litro do diesel. Estamos vendo lá fora que o barril do petróleo está diminuindo, espero que a Petrobras também reduza o preço aqui para nós”

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.