Presidente do PSB, Carlos Siqueira. Foto: Humberto Pradera/PSB

A reunião entre as lideranças dos partidos que estudam formar federação partidária para disputar as eleições de 2022 terminou com a saída do PSB. O PT, PCdoB e PV decidiram continuar na caminhada para formação de uma federação.

Para o PCdoB e para o Partido Verde a federação era um assunto importante, pois sendo partidos pequenos precisam na união para conseguir atingir metas para terem direito ao Fundo Partidário e tempo de programa no rádio e na TV, de acordo com a cláusula de barreira.

Pela regra para essas eleições, os partidos irão precisar de ao menos 2% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação, ou conseguir eleger 11 deputados federais distribuídos em nove estados, para terem esses direitos. Já o PSB não tem essa necessidade de se federar, pois por ser um partido maior e consegue esse desempenho sozinho.

Nos últimos meses o Partido dos Trabalhadores, Partido Socialista Brasileiro, Partido Verde e o Partido Comunista do Brasil, realizaram reuniões de trabalho em busca de uma federação. Na última reunião foi apresentado um documento que sugeriu melhorias e regras que dizem respeito à formação da federação partidária, mas os novos pontos não foram aceitos.

O presidente do PSB, Carlos Siqueira, não quis detalhar os motivos que levaram à saída do partido da possível federação. Segundo o dirigente, esse assunto ainda não está maduro. “O PSB não tem o interesse em participar da federação, mas vamos continuar apoiando os outros partidos. Temos pontos que nos unem e que nos separam. O que nos une é a oposição ao Bolsonaro, é a eleição e a frente ampla da eleição de Lula. Nós vamos continuar discutindo juntos a outros partidos até a vitória do presidente Lula”.

De acordo com a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, Geraldo Alckmin ainda pode ser o vice de Lula nas eleições à presidência de 2022. Gleisi disse que o não fechamento da federação não impede que o ex-governador de São Paulo esteja na campanha de Lula. Geraldo Alckmin deve confirmar filiação ao PSB até o fim do mês.

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.