Senador Eduardo Braga. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O líder do MDB, Eduardo Braga, afirmou à Arko Advice que irá encaminhar voto favorável aos projetos que buscam uma solução para os preços dos combustíveis. Braga ressaltou, no entanto, que irá apresentar um destaque ao PL 1472, mas que o mesmo não será cavalo de batalha na votação.

No entendimento do líder da maior bancada do Senado, o projeto deve criar a conta para equalizar os preços dos combustíveis, e não controlar. “Não tem que ter controle de preço. O Mercado que tem que regular isso. Todas as vezes que fizemos esse tipo de congelamento de preço criamos algum tipo de distorção”, declarou. Para Braga, o projeto será o que haverá mais “disputa de votos”, uma vez que o governo reluta contra a ideia de um fundo estabilizador.

O senador confirma que o PLP 11, que trata sobre a mudança no cálculo do ICMS dos combustíveis, está mais pacificado.

“Vou orientar a favor nós dois projetos. No PL 1472 farei a ressalva do destaque. Nós não obstruiremos”, afirmou.

Consultada pela Arko Advice, a senadora Simone Tebet, também do MDB, acredita que a votação só será, de fato, amanhã. “As conversas ainda estão acontecendo. Acredito que hoje fique só nas discussões das matérias”, ponderou.

Autor