Sancionada lei que moderniza o marco regulatório das ZPEs
O presidente Jair Bolsonaro durante solenidade de Ação de Graças, no Palácio do Planalto. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A avaliação negativa (ruim/péssimo) do governo Jair Bolsonaro (PL) registrou uma queda de quatro pontos percentuais em relação ao levantamento anterior (13 a 15 de fevereiro) e soma agora 52%. A avaliação positiva (ótimo/bom), por outro lado, oscilou dois pontos para cima e atingiu 30%. E o índice regular oscilou de 14% para 16%.

Apesar da oscilação da avaliação positiva estar dentro da margem de erro, nos últimos quatro meses, o índice registrou um crescimento de oito pontos percentuais. Nos últimos dias 30, o crescimento do índice ótimo/bom do governo subiu cinco pontos.

Já a avaliação negativa, nos últimos quatro meses, caiu cinco pontos. E nos últimos 30 dias, a queda foi de quatro pontos.

A melhora na popularidade do governo Jair Bolsonaro pode ser atribuída ao pagamento do Auxílio Brasil, e também ao maior controle da pandemia, que diante da queda de contaminados e mortos, tem possibilitado um retorno das atividades mais próximo da normalidade, reduzindo o pessimismo na opinião pública.