Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Luiz Fux, ministro do STF e presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nomeou o advogado e cientista político Murillo de Aragão, para integrar o Observatório dos Direitos Humanos do CNJ.

Com a participação de membros do Poder Judiciário e da sociedade civil, o Observatório debate uma ampla gama de temas que se relacionam aos direitos humanos. Tais como trabalho, educação e desigualdade.

O Observatório dos Direitos Humanos do Poder Judiciário foi criado em 17 de setembro de 2020, por iniciativa do Ministro Luiz Fux visando engajar o CNJ de forma ativa na Proteção dos direitos humanos sendo um órgão consultivo da Presidência do CNJ.

Murillo de Aragão irá aportar ao Observatório sua experiência como ex-presidente do Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional entre outras participações em conselhos de relevância.