Foto: Arquivo/Agência Senado

Herdeiros e responsáveis legais poderão resgatar dinheiro esquecido, de acordo com informações fornecidas pelo Banco Central (BC). O resgate é possível para descendentes do titular da conta (filhos e filhas, viúvas e viúvos ou dependentes), procuradores, tutores, curadores, inventariantes ou responsáveis por menor não emancipado.

O Banco Central informou que divulgará nos próximos dias os passos a serem seguidos para quem tem valores a receber “por terceiros legalmente autorizados”.

A consulta para saber se há ou não valores deixados em contas anteriores já é possível. Basta entrar no site, informar o CPF ou CNPJ, da pessoa ou da empresa, da qual deseja consultar os valores e anotar a data informada pelo sistema. Também é necessário saber a data de nascimento ou de abertura da empresa.

A estimativa é que, ao todo, 26 milhões de CPFs e 1,9 milhão de CNPJs têm R$ 8 bilhões a receber. O dinheiro começará a ser liberado em 7 de março, mas é preciso ficar atento à data e ao horário informado na consulta.

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.