Início » Baixa utilização do passe livre para pessoas com deficiência é reconhecida
Políticas Públicas

Baixa utilização do passe livre para pessoas com deficiência é reconhecida

A+A-
Reset

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados, realizou nesta terça-feira (24), uma audiência pública para debater a utilização do passe livre em ônibus interestaduais por PcDs. 

A secretária-executiva substituta, Viviane Esse, do Ministério da Infraestrutura, informou que apenas 54% das vagas gratuitas oferecidas para pessoas com deficiência são utilizadas. O representante da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Volmir Raimondi, comentou que um desafio é a centralização das passagens nas capitais ou cidades grandes, dificultando o acesso à pessoas do interior do Brasil que “tem que sair da sua cidade e chegar à capital”. 

O coordenador do Passe Livre, Ênio Soares Dias, observou que dos 2,5 milhões de potenciais usuários do passe livre para pessoas com deficiência, apenas 210 mil estão cadastrados e por isso, o ministério está desenvolvendo um novo sistema eletrônico para facilitar o alcance do público alvo. “Os dois requisitos para a concessão do benefício são: o fator deficiência e o fator carência, que é avaliado no ministério pela renda familiar declarada. Então esse sistema vai permitir uma série de melhorias nessas análises”, comentou.  

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00