Início » Lula indica Flávio Dino ao STF e Paulo Gonet à PGR
Política
A+A-
Reset

Lula indica Flávio Dino ao STF e Paulo Gonet à PGR

O presidente Lula oficializou as nomeações de Flávio Dino ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e de Paulo Gonet ao cargo de procurador-geral da República (PGR). As indicações foram encaminhadas ao presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco.

Assim, a Flávio Dino e Gonet serão sabatinados e precisarão ser aprovados pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Em seguida, o Plenário da Casa votará as nomeações. Por fim, terão a cerimônia de posse nos respectivos órgãos.

Flávio Dino informou, por meio de redes sociais, que está “imensamente” honrado com a indicação.

Leia mais! CNI: indústrias possuem grande foco na redução dos resíduos sólidos

– Agradeço mais essa prova de reconhecimento profissional e confiança na minha dedicação à nossa Nação. Doravante irei dialogar em busca do honroso apoio dos colegas senadores e senadoras. Sou grato pelas orações e pelas manifestações de carinho e solidariedade – escreveu.

Flávio Dino

Ministra Rosa Weber e Flávio Dino ao fundo. Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

 

Conheça Flávio Dino

Atual ministro da Justiça e Segurança Pública, o maranhense Flávio Dino tem 55 anos com muita experiência nos setores público e privado. Além disso, é mestre pela Universidade Federal de Pernambuco em 2001, já atuou como advogado, professor, político, bem como magistrado.

Leia mais! Governo cria aplicativo que facilita doação de sangue em todo o país

O futuro ministro do STF, Flávio Dino foi eleito senador e exerceu os cargos de governador do Maranhão (2015 a 2022). Além disso, de 2007 a 2024, foi deputado federal, bem como de presidente da Embratur (2011 a 2014). Entre 1994 e 2006, ocupou a função de Juiz Federal da 1ª Região. Contudo, entre 2000 e 2002 foi presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil.

Conheça Paulo Gonet

Paulo Gustavo Gonet Branco é doutor em Direito, Estado e Constituição pela UnB. Fundou o Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP) com o ministro do STF Gilmar Mendes. Desde 1987, atuou no Ministério Público Federal como subprocurador-geral da República. Além disso, desde julho de 2021, é vice-procurador-geral eleitoral.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00