Início » Brasília tem a maior concentração de ricos no país
DestaqueEconomia
A+A-
Reset

Brasília tem a maior concentração de ricos no país

Em pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV), Brasília aparece como a unidade da federação com mais renda do país, ou seja local que concentra mais ricos. De acordo os dados do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, a média de renda por pessoa na cidade é de R$ 3.148. Em seguida, vem São Paulo com R$ 2.063 e Rio de Janeiro com R$ 1.754.

O economista e professor da FGV, Gabriel Quintanilha, explica que a alta renda em Brasília se dá pela grande quantidade de funcionários com altos cargos na cidade. Além disso, o aumento da renda pode ser influenciada, principalmente, pelos serviços públicos.

Leia mais! Mais ricos estão adquirindo cada vez mais renda no Brasil

– Brasília é uma cidade com extensão territorial muito pequena, mas tem uma concentração muito grande de funcionários do primeiro escalão do Serviço Público Federal. Desse modo, a alta renda se explica pelo serviço público que responde por mais de 50% da economia local de Brasília – pontuou Quintanilha.

ricos

Foto: divulgação/Sebrae

O especialista ainda explicou que a tendência da economia da capital federal é de crescimento. De acordo com o economista, outro fator que influenciou o resultado foi o aumento de salários que ocorrem, tradicionalmente, nos governos do PT.

De um extremo ao outro

Nos outros estados do país é possível a observar o aumento da desigualdade social. A Unidade da Federação com a menor declaração de patrimônio por habitante é o Maranhão com R$ 6.3 mil.

Leia mais! Cinco mais ricos do mundo ganham US$ 14 milhões por hora

O estudo ainda aponta a desigualdade social dentro do próprio estado do Distrito Federal. O pesquisador do estudo e diretor da FGV Social, Marcelo Neri, afirma que dentro do próprio estado há diferença de renda quando se compara as comunidades do estado com o Lago Sul, por exemplo.

Sol Nascente – Distrito Federal
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

– Quando se olha para localidades específicas a gente percebe o tamanho da desigualdade dentro das comunidades. Como o Sol Nascente que tem uma renda abaixo e cidades como o Lago Sul que tem uma renda aproximadamente de R$ 24 mil reais por pessoa – explicou Neri.

Leia mais! Com fortuna, cinco homens mais ricos do mundo podem se tornar triliónarios

Se a imagem da distribuição de renda é ruim, o filme da pandemia também acabou sendo. Contudo, mesmo com o Auxílio Emergencial a desigualdade brasileira não abaixou durante a pandemia. Pela abordagem usual o Gini teria caído de 0,6117 para 0,6013, já na combinação de bases o Gini, sobe de 0.7066 para 0,7068.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00