Início » Geração distribuída pode avançar no Senado
DestaquePolítica

Geração distribuída pode avançar no Senado

A+A-
Reset

O projeto de lei do marco legal da geração distribuída (PL 5829/2019), aprovado em agosto pela Câmara dos Deputados, pode voltar a avançar neste mês. O novo relator, senador Marcos Rogério (DEM-RO), trabalha para que a votação ocorra ainda em outubro. O projeto foi citado, inclusive, nesta sexta-feira (1º) pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), como um dos temas importantes que o Senado deve analisar em breve. Pacheco defendia que a pauta eleitoral não atrapalhasse essas votações.

O texto aprovado na Câmara mantém até 2045 a isenção de encargos daqueles consumidores que já fazem parte do sistema de geração distribuída. Já para quem entrar após o período de 12 meses após a publicação da lei vai valer uma escala de cobrança gradativa que vai de 2023 até 2029.


Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00