Início Eleições SP: França desiste da candidatura em prol de Haddad e promessa de...

SP: França desiste da candidatura em prol de Haddad e promessa de aliança com PSD

Chapa de Lula pretende atrair o PSD oferecendo a vaga de vice de Haddad para Gilberto Kassab

O ex-governador Márcio França (PSB) desistiu da candidatura ao governo de São Paulo e disputará o Senado. Assim, é aberto espaço para o candidato petista, Fernando Haddad.

A decisão tem o objetivo de fortalecer o palanque de Lula em São Paulo, deixando a vaga de candidato a vice-governador de Haddad, ou suplente de Franca no Senado, para Gilberto Kassab, presidente do PSD e ex-prefeito da capital paulista. França e Haddad se reuniram com o ex-presidente Lula e o ex-governador Geraldo Alckmin no domingo (03), em um almoço fechado na casa de França, e decidiram dar mais um sinal claro para atrair Kassab para a aliança no Estado.

O novo movimento foi informado à Kassab, que se reúne a partir desta segunda-feira (04) com suas bases. As possibilidades de ser vice de Haddad ou suplente de França interessa a Kassab, mas suas bases querem compor com Tarcísio de Freitas, que detém o palanque bolsonarista no Estado. Kassab teme perder o controle do partido que preside nacionalmente se dividir seu bloco em sua base eleitoral. O anúncio de Kassab é esperado para esta semana.

Márcio França era apontado como segundo colocado nas pesquisas para governador de São Paulo e tido como um fator estratégico na sucessão do estado. Segundo o cientista político Carlos Eduardo Borenstein, a saída de França abre o diálogo ao centro para o PT, mas o apoio à candidatura de Tarcísio de Freitas pode pesar na balança.

“O fortalecimento da chapa de Tarcísio de Freitas é um fator que poderá pesar no cálculo de Márcio França, pois como Fernando Haddad deve concentrar o voto de esquerda em SP, e Tarcísio ser turbinado como o voto de eleitores mais à direita – o espaço ao centro poderá se reduzir.” escreveu Borenstein.