Foto: ALAOR FILHO / AGÊNCIA PETROBRAS

Em nota, a Petrobras informou que o Presidente do Conselho de Administração da empresa nomeou como Presidente interino da companhia o Diretor Executivo de Exploração e Produção, Fernando Borges. Ele ficará no cargo até que um novo presidente seja eleito pelo conselho. Borges foi nomeado após a renúncia de José Mauro Coelho ao cargo, nesta segunda-feira (20). 

Fernando Borges trabalha há 38 anos na Petrobras e é graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), além de possuir um MBA Executivo pela COPPEAD/UFRJ. Na sua trajetória dentro da estatal, ocupou diversos cargos de gerente, entre eles de Reservas e Reservatórios, Relacionamento Externo e de setores vinculados à produção de petróleo.

O nome indicado pelo Governo para a posição é de Caio Paes de Andrade, atual secretário especial de Desburocratização do Ministério da Economia. A nomeação de Andrade para presidir a estatal é estratégica para Adolfo Sachsida, ministro de Minas e Energia, e para Paulo Guedes, ministro da Economia, que pretendem avançar com os estudos de privatização da empresa. Além disso, o secretário é auxiliar de Guedes, portanto, viabiliza os diálogos e acordos entre a Economia e a Petrobras.

Autor

  • Jornalista brasiliense formado pela Universidade de Brasília (UnB). Tem passagem como repórter pelo Correio Braziliense, Rádio CBN e Brasil61.com. No site O Brasilianista cobre economia e política.