Deputado Elmar Nascimento. Foto: Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados

Após divulgar que o União Brasil deve lançar Luciano Bivar como pré-candidato à Presidência, o líder do partido na Câmara, Elmar Nascimento, declarou à imprensa que o acordo com as siglas da terceira via para lançar uma chapa única “está de pé, desde que eles tenham condições de fazer o que estamos fazendo”. A defesa é por um nome que seja consensual dentro do partido que irá assumir a cabeça de chapa e não gere questionamentos nem divisões.

“Não teremos partido dividido. Não teremos mais do mesmo. Aprendemos com o erro dos outros”, disparou Elmar num claro recado ao MDB e PSDB que, recentemente, protagonizaram episódios de disputa interna sobre os escolhidos para concorrer ao Palácio do Planalto.

Para Elmar, o partido não tem como abrir mão de uma candidatura em favor de outra que não seja consenso entre os próprios correligionários. Questionado se isso não vai pulverizar ainda mais a terceira via, ele afirmou que “quem quer apoio tem que estar disposto a apoiar”. E acrescentou que um bom nome para compor a chapa seria do ex-ministro Ciro Gomes.

O União tem o maior fundo eleitoral e mais tempo de Tv, o que lhe dá condições de negociar e buscar apoio. “Temos estrutura, capilaridade, tempo de TV, melhores condições do que qualquer outro de disputar eleições, sem prejudicar as chapas proporcionais”, afirmou.

Segundo Elmar a decisão é da bancada e deve ser ratificada por todo o partido nesta quinta-feira, durante reunião da comissão executiva do partido. A escolha teria sido algo que nasceu de dentro do partido, e não uma vontade pessoal de Bivar.

Os presidentes do PSDB e MDB ainda não foram informados oficialmente da escolha. E só serão avisados na quinta-feira após o encontro do partido.

Autor

  • Editora-chefe na Arko Advice, desde fevereiro de 2022. Antes, atuou como repórter de política na CNN Brasil. Foi correspondente internacional em Nova Iorque pela Record TV. Atua em redação há 18 anos.