Foto: Beth Santos/Secretaria-Geral da PR

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou, nesta terça-feira (15), um novo empréstimo de R$ 10,5 bi ao setor elétrico. O empréstimo foi parcelado em duas vezes, a primeira parte será de R$ 5,3 bilhões. Já a segunda parcela ainda será avaliada pela Aneel e passará por consulta pública, ainda sem previsão.

O financiamento será pago pelos consumidores de energia através de um novo encargo aplicado à conta de luz a partir de 2023

O empréstimo foi liberado após a bandeira tarifária “escassez hídrica” não ter sido suficiente para pagar integralmente os custos de termelétricas acionadas no ano passado, quando as hidrelétricas sofreram com a pior seca em mais de 90 anos.

Esse é o segundo empréstimo aprovado para o setor elétrico. Em junho de 2020, as distribuidoras contraíram um financiamento emergencial, a “Conta-Covid”, para compensar a perda de receita que tiveram com a pandemia e garantir o fluxo de pagamentos no setor.

Autor