Dinheiro: notas de 100 reais
Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

A arrecadação federal registrou o melhor resultado para meses de janeiro de toda a série histórica, iniciada em 1995. No total, foram recolhidos mais de R$ 235 bilhões em impostos e contribuições em janeiro de 2022.

O resultado da arrecadação também representa avanço de 20,71% em relação aos R$ 193,9 bi recolhidos em dezembro de 2021. A divulgação foi feita pela Receita Federal nesta quarta-feira (23).

O valor representa alta real de 18,3% ante o mesmo mês de 2021. O avanço é ainda maior do que os 16% de crescimento real que foram previstos pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, na última terça-feira (22).

O secretário da Receita Federal, Júlio César Vieira Gomes, explicou em live quais os motivos que levaram a esses fatores “Este resultado, do ponto de vista econômico, está relacionado a fatores como comportamento positivo dos principais indicadores macroeconômicos que afetam a arrecadação”.

Autor

  • Jornalista pela Universidade Católica de Brasília. Nascida em Brasília-DF, tem passagem como repórter na Rádio Senado. No site O Brasilianista cobre política e economia.