Felicio Ramuth (PSD). Foto: Divulgação

Como o ex-governador de São Paulo (SP) Geraldo Alckmin (Sem partido) não deverá se filiar ao PSD, o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, se movimenta visando a construção de outro nome para representar a legenda na disputa ao Palácio dos Bandeirantes.

Na semana passada, o prefeito de São José dos Campos (SP), Felicio Ramuth, trocou o PSDB pelo PSD. Além de Ramuth, o vice-prefeito do município, Anderson Farias, também deixou o PSDB para ingressar no PSD. Os dois eram filiados ao PSDB há 28 anos.

A busca por nomes tucanos por parte de Gilberto Kassab pode continuar. O prefeito de Santo André, Paulo Serra, e o ex-prefeito de Santos, Paulo Alexandre, também são cobiçados pelo PSD.

Mudança de planos no PSD

O plano eleitoral do PSD teve uma brusca mudança de planos. Além da possível decisão de Geraldo Alckmin em ser o vice de Lula, o apresentador da TV Bandeirantes, José Luiz Datena, que iria se filiar ao PSD, deverá optar por uma composição com o vice-governador de SP, Rodrigo Garcia (PSDB), e disputar o Senado.

Apesar da mudança de cenário, Kassab afirma que a decisão de lançar nome próprio no Estado é definitiva, assim como a de concorrer ao Palácio do Planalto com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Neste momento, quem desponta como o possível candidato do PSD ao governo paulista é Felicio Ramuth. Como seu vice – Anderson Farias – também se filiou ao partido, caso Ramuth renuncie ao cargo para disputar o Palácio dos Bandeirantes, o PSD não perderia o comando da importante Prefeitura de São José dos Campos.

Autor

  • Bacharel em Ciência Política pela Ulbra-RS. Analista político da Arko Advice Pesquisas e Consultor político e de Marketing Eleitoral formado pela Associação Brasileira dos Consultores Políticos (ABCOP). Possui MBA em Marketing Político, Comunicação e Planejamento Estratégico de Campanhas Eleitorais pela Universidade Cândido Mendes. Concluiu também os seguintes cursos de extensão: "A Nova Cartografia do Poder, a política brasileira da era digital" (PUC-SP); "WhatsApp em Campanhas Eleitorais (PUC-RJ)"; e "Mídias Sociais e Gestão Estratégica de Campanhas Políticas Digitais (PUC-RJ)".