Gilberto Kassab e o senador Rodrigo Pacheco. Foto: Divulgação/PSD

Após jantar no domingo (19) com a participação do ex-presidente Lula e do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, tem sido ventilada a possibilidade de que o paulista se filie ao PSD para concorrer como vice de Lula. Contudo, há um elemento que dificulta essa operação: o compromisso firmado entre o partido e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), lançado como pré-candidato.

Em conversa com a Arko Advice, o presidente do partido, Gilberto Kassab, deixou claro que as portas do PSD estão abertas para Alckmin apenas caso ele queira entrar na disputa pelo governo de São Paulo. Isso porque Kassab ainda espera que a exposição de Pacheco no horário eleitoral possa melhorar o desempenho do político mineiro nas pesquisas.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.