Ministro da Economia, Paulo Guedes. FOTO: EDU ANDRADE/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participou na manhã desta quinta-feira (1), da cerimônia de assinatura do decreto da CPR Verde. Em sua fala, o ministro destacou a articulação com o Legislativo e disse que espera apoio para a aprovação da PEC dos precatórios, um pré-requisito para a criação do programa Auxílio Brasil, em substituição do Bolsa Família.

“O Congresso vai nos ajudar. Precisamos da PEC dos Precatórios, que assegura espaço para os programas sociais e precisamos da reforma do Imposto de Renda. O Congresso aprovando isso, temos garantidos o Bolsa Família, subindo mais de 60%. O programa está praticamente garantido”, disse o ministro. Sobre os precatórios, ele disse ainda que aguarda sinalização do Supremo, mas que o governo dará seguimento à solução legislativa.

O governo defende que a PEC dos Precatórios permita a negociação das dívidas judiciais de grande valor que precisam ser pagas em 2022 e que o valor que não for negociado fique para 2023.

No evento, parte das comemorações dos mil dias de governo Bolsonaro, Paulo Guedes também citou ações positivas tomadas nos últimos três anos, como o auxílio emergencial, compra de vacinas e investimento no setor energético e de serviços. Além disso, falou sobre os impactos das reformas institucionais. “Apesar de tudo isso, apesar da crise hídrica, apesar da inflação subindo, o Brasil se levantou e começou a caminhar. E tem as reformas institucionais disparando as ondas de investimentos. Temos 544 bilhões de investimentos já contratados. Não são programas, são contratos já assinados”, ressaltou.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.