O Governador João Doria recebe o Presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia. Foto: Governo do Estado de São Paulo

Empossado nesta sexta-feira (20) como secretário de Projetos e Ações Estratégicas do Governo de São Paulo, pasta recém-criada para receber o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (sem partido-RJ) não escondeu o real motivo de sua nomeação. Segundo o deputado, ele se aproxima de João Doria para fortalecer o nome do governador na corrida pela Presidência da República em 2022.

“A minha sinalização clara é de que está na hora da gente parar de brincar de fazer de política e compreender que o natural é a gente fortalecer um único projeto no nosso campo”, disse.

No discurso, ele teceu uma crítica a outros pré-candidatos que relutam em compor a frente ampla. “Meu interesse em estar aqui hoje é uma sinalização àqueles que se falam de centro e que serão contra Bolsonaro e que estão em Brasília compondo a base do governo”, alfinetou.

Hoje, a disputa pelo Palácio do Planalto tem um alto grau de fragmentação, com pelo menos sete pré-candidatos: o presidente Jair Bolsonaro, o ex-presidente Lula (PT), Ciro Gomes (PDT), além dos pré-candidatos que vão disputar as prévias do PSDB: o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o senador Tasso Jereissati (CE) e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (AM).

“Nós temos outro projeto que eu também respeito no campo da centro-esquerda, que é do Ciro Gomes. Mas no nosso campo nós temos um nome que tem todas as condições de liderar esse processo, que é o governador João Doria”, pontuou Rodrigo Maia.

Maia nega que vá compor chapa com João Doria em 2022 – disse que vai concorrer à reeleição como deputado federal pelo Rio de Janeiro, em aliança com o prefeito Eduardo Paes (PSD).

Apesar das movimentações mirando 2022, João Doria ainda tem um desafio pela frente: precisa vencer as prévias do PSDB, que estão marcadas para novembro.

Carlos Eduardo Borenstein, cientista político da Arko Advice, avalia que, ainda que Maia não componha uma chapa com Doria, a aliança deve ajudar na articulação.

“O Rodrigo Maia tem muito trânsito junto aos partidos de centro. É conhecido pela capacidade de articulação, então o Doria já traz ele pensando em um movimento maior, caso vença a prévia do PSDB”, avalia. Ele lembra que Doria teve papel importante na candidatura de Baleia Rossi à presidência da Câmara. “Na época se dizia que era uma espécie de laboratório de uma potencial aliança entre MDB, DEM e PSDB, mas acabou que Baleia perdeu”.

Privatização da Sabesp

Na cerimônia de posse, Rodrigo Maia destacou qual será o projeto prioritário de sua gestão:

“Ainda estou começando a estudar a pasta. O único tema que tratei mais cedo com o vice-governador Rodrigo Garcia é como está a questão da Sabesp. Acho que é uma coisa simbólica: deixar isso organizado até o final da minha gestão, será uma marca importante”, declarou.


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.