Fachada do STF. Foto: CNJ/Divulgação

Um grupo de 14 governadores publicou uma carta em que defendem o STF, em contraposição ao presidente Jair Bolsonaro. A declaração vem em um momento delicado na relação entre o Executivo e o Supremo Tribunal Federal (STF). No sábado, o presidente da República disse que vai pedir o impeachment dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso. Bolsonaro reagia à prisão do aliado Roberto Jefferson.

“Os governadores, que assinam ao final, manifestam a sua solidariedade ao Supremo Tribunal Federal, aos seus ministros e às suas famílias, em face de constantes ameaças e agressões. O Estado Democrático de Direito só existe com um Judiciário independente, livre para decidir de acordo com a Constituição e com as leis. No âmbito dos nossos Estados, tudo faremos para ajudar a preservar a dignidade e a integridade do Poder Judiciário. Renovamos o chamamento à serenidade e à paz que a nossa Nação tanto necessita”, diz a carta.

Subscrevem o texto os seguintes governadores:

Rui Costa (PT-BA); Flávio Dino (PSB-MA); Paulo Câmara (PSB-PE); João Doria (PSDB-SP); Eduardo Leite (PSDB-RS); Camilo Santana (PT-CE); João Azevêdo (Cidadania-PB); Renato Casagrande (PSB-ES); Wellington Dias (PT-PI); Fátima Bezerra (PT-RN); Renan Filho (MDB-AL); Belivaldo Chagas (PSD-SE); Ibaneis Rocha (MDB-DF); e Waldez Goés (PDT-AP).


Cliente Arko fica sabendo primeiro

Assine o Arko Private, serviço Arko para pessoa física, e tenha acesso exclusivo a um canal privado de interatividade e alertas em tempo real, além de relatórios, Lives Exclusivas e eventos especiais com figuras notáveis da nossa rede de contatos.