Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Eduardo Paes (DEM), mesmo tendo oscilado dois pontos percentuais para baixo, lidera a disputa no Rio de Janeiro (RJ) como 28% das intenções de voto. Na segunda posição, há um triplo empate entre Marcelo Crivella (Republicanos), Martha Rocha (PDT) e Benedita da Silva (PT).

Crivella oscilou de 14% para 13%. Martha cresceu de 10% para 13%. E Benedita oscilou de 8% para 10%. Renata Souza (PSOL) passou de 3% para 5% e Luiz Lima (PSL) de 1% para 4%. Bandeira de Mello (Rede) soma 3%. Os demais candidatos têm 1% das intenções de voto. Brancos, nulos e indecisos somam 20%.

No RJ, uma das vagas no segundo turno deve ser de Eduardo Paes. Crivella, rejeitado por 58%, pode acabar derrotado já no primeiro turno, principalmente se Martha Rocha, que tem uma rejeição de apenas 7%, continuar crescendo.

Embora a esquerda esteja fragmentada, caso Martha Rocha continue se mostrando mais competitiva que Benedita da Silva e Renata Souza, poderá ocorrer um voto útil de esquerda em direção a candidata do PDT.

Leia mais:

Aliás, um eventual segundo turno entre Eduardo Paes e Martha Rocha, anularia o favoritismo do candidato do DEM. Num confronto entre eles, Martha aparece com 45% das intenções de voto e Paes registra 41%. Contra Crivella, Paes venceria por 52% a 22%. E num embate com Benedita, Paes superaria a petista por 48% a 30%.