Início » Yanomami: Lula destina R$ 1,2 bi para reforçar segurança contra garimpo ilegal
DestaquePolítica

Yanomami: Lula destina R$ 1,2 bi para reforçar segurança contra garimpo ilegal

A+A-
Reset

O presidente Lula destinará R$ 1,2 bilhão para reforçar a segurança dos indígenas, que vivem no território Yanomami, sob ameaça de garimpos ilegais. A medida anunciada, nesta terça-feira (9), faz parte do apoio permanente à população Yanomami, em Roraima. De acordo com Lula, o recurso bilionário será oriundo de orçamento excepcional.

Durante reunião ministerial, no Palácio do Planalto, Lula ainda defendeu o uso da máquina pública contra o garimpo ilegal em terras indígenas.

– Nós vamos ter que fazer um esforço ainda maior, utilizar todo o poder que a máquina pública pode ter. Porque não é possível que a gente possa perder uma guerra para o garimpo ilegal, para madeireiro ilegal, para pessoas que estão fazendo coisa contra o que a lei determina – declarou Lula.

Leia mais! Tráfico, garimpo… Fala de Barroso sobre crime organizado na Amazônia escancara caos

Lula

Foto: Ricardo Stuckert/PR

A Polícia Federal, de acordo com o balanço do Governo federal, deflagrou 13 operações, 114 mandados de busca e apreensão e 175 prisões em flagrante. Além disso, apreendeu bens no valor de R$ 589 milhões. Ainda há 387 investigações em andamento. Contudo, foi feito o controle do espaço aéreo da TI Yanomami, com o objetivo de combater voos clandestinos e o suprimento aos garimpos.

Leia mais! Comissão debaterá situação da Agência Nacional de Mineração e garimpo ilegal em terras indígenas

Lula x Barroso

Durante o painel “Direito, política e sociedade”, no final de novembro, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, enfatizou que “estamos perdendo a Amazônia pelo crime organizado”! Nesse sentido, ele defendeu a necessidade de promover políticas públicas eficientes na área de segurança pública, bem como a exploração inteligente da área.

Leia mais! BC estuda criar sistema para fiscalizar e rastrear ouro de garimpo

“A Amazônia é a maior reserva de diversidade ambiental do mundo. Temos que ser capazes de preservá-la. Ela é um grande armazenador de carbono no mundo pela fotossíntese. Nós temos que saber explorar a Amazônia de forma inteligência. Além disso, promover melhoria para a população que ali habita”, ressaltou.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00