Início » Bolsonaro responde à crítica de Bachelet sobre a “redução do espaço democrático” no Brasil
Política

Bolsonaro responde à crítica de Bachelet sobre a “redução do espaço democrático” no Brasil

A+A-
Reset

O presidente Jair Bolsonaro teceu duras críticas à alta comissária da Organização das Nações Unidas (ONU) para direitos humanos, Michelle Bachelet, em declaração na saída do Palácio da Alvorada na manhã de hoje (04/09).

Bachelet, que também é ex-presidente do Chile, disse à imprensa que houve, nos últimos meses, uma “redução do espaço democrático” no Brasil e que não há punição exemplar para o corpo policial brasileiro, e Bolsonaro a acusou de defender “direitos humanos de vagabundos”.

Além disso, o presidente declarou que, se Augusto Pinochet, ditador chileno nas décadas e 1970 e 1980, não tivesse derrotado esquerdistas – entre eles o pai de Bachelet, Alberto Bachelet, que era general da Força Aérea do Chile e morto vítima de maus-tratos sofridos na cadeia onde foi preso acusado de traição à pátria – o Chile seria hoje “uma Cuba”, fazendo referência ao regime totalitário da ilha cubana, governada por décadas pelos irmãos Castro.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00