Início » Lula reuniu-se com representantes do Legislativo e do Judiciário e fala em “recuperar a harmonia”
Notícias

Lula reuniu-se com representantes do Legislativo e do Judiciário e fala em “recuperar a harmonia”

A+A-
Reset

Em seu primeiro dia em Brasília, após divulgado o resultado da eleição, dando-lhe a vitória, Lula manteve ontem reuniões com dirigentes dos Poderes Legislativo e Judiciário. À tarde, ele encontrou-se com o presidente do TSE, Alexandre de Moares. Mais cedo, teve reunião no STF, da qual participaram todos ministros, exceto Roberto Barroso (em viagem).

Após a reunião no TSE, Lula afirmou que é possível recuperar harmonia entre poderes. “Instituições foram atacadas, violentadas com linguagem nem sempre recomendável por certas autoridades”, afirmou. Lula reforçou a confiança na urna eletrônica, que chamou de “conquista do povo brasileiro”, e disse que o Brasil vai “voltar à normalidade”.

“Eu ainda nem sei quem é oposição. Nós tivemos apenas uma conversa com o presidente da Câmara, uma conversa com o presidente do Senado. Há muita disposição dos dois com concordância sobre o que estamos propondo”. No STF, ele foi recebido pela presidente Rosa Weber, e demais ministros da Corte. Na pauta, temas como a necessidade de reaproximação entre o Executivo e o Judiciário.

Lula também encontrou-se com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Sem fraude

O Ministério da Defesa enviou ontem ao TSE seu relatório sobre a fiscalização do processo eleitoral sem ter apontado qualquer de fraude. O material aponta que os procedimentos estatísticos ocorreram sem ressalvas e que a análise dos boletins de urnas não identificou divergências. Considera haver alguns problemas no processo e aponta sugestões de melhorias.

O relatório diz que não foi possível “fiscalizar o sistema completamente” e sugeriu ao TSE que faça uma investigação técnica para apurar eventuais riscos de mudança no código-fonte dos sistemas eleitorais por causa do possível acesso à rede durante a geração dos programas. O presidente do TSE, Alexandre de Moraes, agradeceu o relatório e afirmou que analisará as sugestões em momento oportuno.

“O Tribunal Superior Eleitoral recebeu com satisfação o relatório final do Ministério da Defesa, que, assim como todas as demais entidades fiscalizadoras, não apontou a existência de nenhuma fraude ou inconsistência nas urnas eletrônicas e no processo eleitoral de 2022″, destaca a nota.

O ministro completou: “o TSE reafirma que as urnas eletrônicas são motivo de orgulho nacional, e que as eleições de 2022 comprovam a eficácia, a lisura e a total transparência da apuração e da totalização dos votos”.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00