Início » Vendas no comércio crescem depois de variação negativa, diz IBGE

Vendas no comércio crescem depois de variação negativa, diz IBGE

A+A-
Reset

A Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) mostrou que o volume de vendas no comércio varejista aumentou 0,6% no país de agosto para setembro. O crescimento ocorreu após variação negativa de 0,1% em agosto. O dado foi divulgado, nesta quarta-feira (8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O varejo também apresentou altas de 3,3% na comparação com setembro do ano passado, bem como no acumulado deste ano (1,8%) e no acumulado de 12 meses (1,7%).

A pesquisa mostra que apenas três das oito atividades pesquisadas pelo IBGE alavancaram as vendas no varejo. Sendo eles: móveis e eletrodomésticos (2,1%), hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,6%), e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, e de perfumaria (0,4%).

vendas no comércio

Comércio – Foto: Arquivo/Agência Brasil

Por outro lado, cinco atividades tiveram queda nesse período: combustíveis e lubrificantes (-1,7%), tecidos, vestuário e calçados (-1,1%), livros, jornais, revistas e papelaria (-1,1%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,9%) e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-0,1%).

Leia mais! STF retoma julgamento sobre correção do FGTS

Varejo ampliado

Quando se fala em varejo ampliado também houve crescimento nos segmentos de materiais de construção e venda de veículos e peças (0,2%), menos que o comércio varejista. De acordo com o IBGE, o motivo foi a queda de 0,9% nos veículos, motos, partes e peças, bem como nos materiais de construção (2%). O segmento ampliado também teve altas de 2,9% na comparação com setembro de 2022, 2,4% no acumulado do ano e 1,6% no acumulado de 12 meses.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais