Início » Precatórios: governo libera R$ 93 bilhões em janeiro
DestaqueEconomia
A+A-
Reset

Precatórios: governo libera R$ 93 bilhões em janeiro

 

A partir de janeiro, a Justiça Federal disponibilizará para saque R$ 93 bilhões em precatórios pagos neste mês pelo governo federal. Um medida provisória autoriza os pagamentos atrasados. Nesse sentido, R$ 27,7 bilhões serão destinados às causas judiciais vencidas por aposentados e outros beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Os pagamentos serão operacionalizados por meio de tribunais regionais federais. O Conselho da Justiça Federal (CJF) garantiu que os valores serão integralmente repassados até o fim dezembro. Por outro lado, os tribunais informaram que os valores estarão disponíveis para saque a partir de janeiro, em contas judiciais da Caixa Econômica Federal, bem como do Banco do Brasil.

Leia mais! STF autoriza governo pagar R$ 95 bi em precatórios com crédito extraordinário

O juiz Daniel Marchionatti, secretário-geral do CJF, informa que há muito trabalho a ser feito para que a decisão vire realidade.

– O CJF e os Tribunais Regionais Federais (TRFs) trabalham em força máxima para permitir que o pagamento aconteça – completou Daniel.

precatórios

Foto: Divulgação/TRF1

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), responsável pelos pagamentos nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, por exemplo, informou que os depósitos devem ser concluídos até o fim desta semana. Nesse sentido, o valor estará disponível para saque a partir de 2 de janeiro.

Já o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), que abrange Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, informou que a liberação do saque está prevista para 20 de janeiro.

Datas para os saques

A data para os saque variam de tribunal para tribunal. Nesse sentido, é necessário checar em cada processo, por meio de consulta nos portais dos seis TRFs, as datas. Para isso, é necessário o número do processo judicial.

Leia mais! Teto de juros do consignado do INSS cairá para 1,91% ao mês

Os precatórios são dívidas do poder público reconhecidas em definitivo pela Justiça. Ou seja, sem que haja mais possibilidade de recursos. De acordo com o CJF, os pagamentos, nesse caso, costumam ser feitos uma vez por ano.

Alerta de golpe

O CJF alerta que não é necessário fazer nenhum pagamento prévio para receber ou antecipar a liberação de um precatório. – Não há nada a fazer neste momento para apressar o pagamento. Não aceite contatos de estranhos e, na dúvida, consulte o seu advogado – concluiu o órgão.

 

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00