Início » IFI eleva estimativa do crescimento econômico do país em 2024

IFI eleva estimativa do crescimento econômico do país em 2024

A estimativa ocorreu após crescimento econômico da arrecadação no Regime Geral da Previdência Social e das receitas não administradas

A+A-
Reset
DestaqueEconomia

A Instituição Fiscal Independente (IFI) divulgou, nesta quinta-feira (16), uma atualização das projeções de déficit primário do governo federal para os anos de 2024 e 2025. Além disso, aumentou a estimativa do crescimento econômico do país em 2024. Esses números estão presentes no Relatório de Acompanhamento Fiscal (RAF) de maio. De acordo com o documento, o cenário fiscal está “volátil”, com incertezas tanto na arrecadação quanto nas despesas.

crescimento econômico

Foto: Freepik

Segundo a IFI, o déficit primário para o ano de 2024 deve situar-se em 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB). Enquanto para 2025, a estimativa é de 0,4%. A atualização ocorreu devido a um moderado crescimento da arrecadação no Regime Geral da Previdência Social e das receitas não administradas.

Quanto ao PIB, a projeção para 2024 foi revisada para cima, passando de 1,6% para 2%, refletindo indicadores econômicos favoráveis, como as vendas no varejo e a produção de bens de capital. Contudo, a IFI ressalta que o cenário fiscal continua volátil, impactando as projeções sobre o orçamento e sua relação com a política monetária.

Crescimento econômico x Selic

Devido às mudanças de cenário na política monetária dos Estados Unidos e à avaliação do risco fiscal no Brasil, a IFI também revisou as projeções da taxa de juros. Nesse sentido, a estimativa é de 10,00% em 2024, em comparação com a projeção anterior de 9,50%. Essas atualizações ocorrem após o Banco Central decidir reduzir a taxa Selic em 0,25 ponto percentual no início do mês, de 10,75% ao ano para 10,50% ao ano.

Banco Centralcrescimento econômicoEconomiaPIB (Produto Interno Bruto)selic

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais