Início » CNI anuncia que queda no preço do gás natural deve impulsionar produção industrial

CNI anuncia que queda no preço do gás natural deve impulsionar produção industrial

A+A-
Reset

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou que aguarda aumento da concorrência nos serviços de produção, transporte e distribuição de gás natural, o que levaria à queda do preço do produto em decorrência da diversificação da produção – que não ficaria mais monopolizada pela Petrobras.

Com o gás natural mais barato, haverá, segundo a CNI, mais possibilidade de consumo de energia, resultando em mais investimentos da indústria e alavancando a economia. Segundo Juliana Falcão, economista e especialista em energia da CNI, reduzindo-se o preço em até 50% será possível atingir R$ 250 bilhões de investimentos até 2030. Para isso, será necessário reavaliar o quadro de gastos das atividades industriais que fazem maior uso do gás natural como siderurgia, alumínio, química, vidro e cerâmica, os quais, somados, detêm cerca de 80% do consumo do combustível fornecido no Brasil.

De acordo ainda com o estudo divulgado na última quinta-feira (25) pela CNI, sem essa queda do preço, empresas nacionais perdem competitividade tanto no mercado interno quanto no mercado estrangeiro, fato que começou a ocorrer em 2007. No entanto, com as novas perspectivas mercadológicas, criadas a partir das iniciativas tomadas pelo Governo Federal, a exemplo do marco legal em discussão no Congresso Nacional e o programa de incentivo ao mercado de gás no Brasil, anunciado em 2019, um novo horizonte se desenha no oferecimento desse insumo.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais