Início » Caged: Emprego formal gerou 1.388.062 vagas no acumulado do ano

Caged: Emprego formal gerou 1.388.062 vagas no acumulado do ano

A+A-
Reset

Os dados do Novo Caged, cadastro que mede o nível de emprego formal no país, demonstram que o país gerou 220.844 vagas de emprego, em agosto, com carteira assinada. Acumulando no ano o total de 1.388.062 postos de trabalho. Com isso, o estoque de emprego formal promoveu 43.832.487 vagas no mês, uma variação de 0,51% em relação a julho.

Segundo o ministro Luiz Marinho, “a expectativa é de crescimento e que até o final do ano o país possa gerar cerca de 2 milhões de empregos formais”. O saldo do mês é o reflexo de 2.099.211 admissões contra 1.878.367 desligamentos. No ano, as admissões alcançaram 15.937.956 postos. 

Caged

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O setor de serviços foi o maior gerador de empregos em agosto, chegando a 114.439 vagas no mês e 771.130 no ano. O setor do Comércio gerou em agosto 41.843 empregos, a indústria 31.086, a Construção 28.359 e Agropecuária 5.126. No ano, a Construção Civil ficou em 2ª lugar (222.925 postos gerados), seguido da Indústria (187.573), Agropecuária (105.422) e Comércio (101.032).

Entre os estados, todos tiveram geração positiva de emprego no mês, com destaque para São Paulo, que teve o melhor desempenho, gerando 65.462 postos no mês, seguido do Rio de Janeiro (18.992) e Pernambuco (15.566). 

Leia mais! CPI das Pirâmides Financeiras prepara regulação de milhas aéreas

O Caged também demostra que 128.405 vagas foram geradas para homens e 92.439 para mulheres. A maior geração ocorreu na faixa etária de 18 a 24 anos (124.669) e em relação a raça ou cor, a maior parte das vagas geradas foram para pardos (130.917), brancos (56.099) e negros (20.738)

Páginas do site

Sugira uma pauta ou fale conosco

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais