Início » Brasil e Cuba assinam acordo para exportação de alimentos

Brasil e Cuba assinam acordo para exportação de alimentos

A+A-
Reset

O governo brasileiro e as autoridades cubanas assinaram um acordo de reconhecimento mútuo de sistemas de inspeção sanitária que facilita a exportação de produtos agropecuários.

O acordo, conhecido como pre-listing, dispensa a necessidade de inspeção in loco para as transações internacionais de lácteos, carnes bovina, suína e de aves e produtos do mar. Na prática, a medida desburocratiza o processo de exportação.

Em 2022, o Brasil exportou USD 57,9 milhões em proteína animal, lácteos e pescados para Cuba, o equivalente a 43,3 mil toneladas de alimentos. Entre janeiro e setembro de 2023, foram mais de US$ 38 milhões dos mesmos produtos, equivalentes a 27,3 mil toneladas de alimentos.

O presidente Lula durante encontro com o Presidente da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez. Fotos: Ricardo Stuckert / PR

Em 2022, as importações globais de Cuba dos produtos totalizaram US$ 832,4 milhões, o equivalente a 430,8 mil toneladas de alimentos.

A balança comercial (diferença entre exportações e importações) brasileira fechou setembro com superávit de US$ 8,904 bilhões de dólares com a safra recorde de grãos.

Leia também! Balança comercial tem superávit recorde de US$ 8,904 bilhões em setembro

Segundo o Governo Federal, o reconhecimento do sistema brasileiro pelas autoridades cubanas permitirá que o Brasil possa incrementar sua participação no setor e contribuir, ainda mais, para garantir a segurança alimentar na ilha.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais