Início » Renovado convênio para garantir transporte gratuito de órgãos para transplante
DestaqueGovernoNotícias
A+A-
Reset

Renovado convênio para garantir transporte gratuito de órgãos para transplante

Os ministérios da Infraestrutura e da Saúde renovaram na quinta-feira (20) acordo de cooperação para assegurar o transporte aéreo gratuito de órgãos e tecidos humanos para transplantes e tratamentos.

Entre 2017 e 2021, mais de 108 mil transplantes de órgãos foram realizados em todo o país. Muitos desses procedimentos só foram possíveis graças à facilidade, gratuidade e rapidez oferecidas pelo no transporte aéreo de material usado nessas operações, segundo informações dos dois ministérios.

Só no ano passado foram realizados em torno de vinte mil transplantes. O Brasil possui o maior programa público de transplante de órgãos, tecidos e células do mundo, que é garantido a toda a população por meio do SUS.

O Sistema Único de Saúde é responsável pelo financiamento de cerca de 88% dos transplantes no país. Apesar do grande volume de procedimentos de transplantes realizados, a quantidade de pessoas em lista de espera para receber um órgão é alta. Perto de 140 mil pacientes encontram-se em diálise, dos quais apenas 26 mil estão inscritos na lista.

Além dos dois ministérios, o convênio conta com a participação da Força Aérea Brasileira (FAB), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), operadores aeroportuários e companhias aéreas, representados durante a solenidade realizada da quinta-feira.

Essa cooperação envolvendo diversas entidades teve início em 2013. Foi renovada nos anos de 2015 e de 2017. Neste ano, a cooperação foi aprimorada para ampliar o escopo e permitir a adesão de novos signatários.

Além disso, incorpora alterações que garantem mais segurança e agilidade ao transporte de órgãos, tecidos e equipes médicas para fins de transplante.

O secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, reforçou que a meta da cooperação é dar, cada vez mais, acesso aos meios de saúde a toda a população. “Precisamos levar a saúde ao interior do país e, é aí que entra a aviação, que desempenha seu papel com eficiência”, disse.

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00