Início » Lula critica desoneração da folha e defende medidas de arrecadação

Lula critica desoneração da folha e defende medidas de arrecadação

A+A-
Reset
DestaqueNotíciasPolítica

Em entrevista ao programa do CanalGov nesta terça-feira (5), Lula defendeu projetos e medidas de interesse do governo para aumentar a arrecadação. O presidente criticou o PL da desoneração da folha de pagamentos, elogiou o PL de voto de qualidade do CARF e defendeu a tributação de lucros e dividendos.

“Quando você vai fazer a desoneração, ela não pode ser uma lei que diga ‘está desonerado 17 setores’. Não. Você permite a desoneração que será resultado de um acordo entre empresários, trabalhadores e governo para saber qual é a parte dos trabalhadores dessa desoneração”, afirmou Lula sobre o PL 334/2023.

Em relação aos litígios entre a receita e devedores, o presidente elogiou o projeto PL 2384/2023, que trata do voto de qualidade do CARF e que aguarda sanção presidencial após tramitação no Congresso Nacional. “Ele [trabalhador] paga. Quem gosta de dever é o grandão, que vive devendo de um banco para o outro, enrolando o governo”, argumentou Lula. “O Estado tem que ser o desempatador disso. Deu empate, o dinheiro fica para o governo”, concluiu.

O presidente da República ainda comentou a intenção de taxar lucros e dividendos em algum momento. “O trabalhador recebe participação no lucro, desconta o imposto de renda. O rico recebe salário como dividendo e como lucro e não paga”, ponderou Lula. “Tem gente que nasce, vive de dividendo da família, do pai passando dinheiro, da família passando dinheiro, nasce e morre sem pagar imposto de renda”, criticou, defendendo maior fatia de tributação sobre heranças.

Desoneração da folhaDesoneração da folha de pagamentoseconomia brasileiraLula

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais