Início » Comissão aprova aumento da representação de sociedades protetoras de animais nas comissões de ética em pesquisa

Comissão aprova aumento da representação de sociedades protetoras de animais nas comissões de ética em pesquisa

A+A-
Reset
Câmara dos DeputadosCongresso
Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Ricardo Ayres recomendou a aprovação do projeto

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4898/19, que fixa percentual mínimo de representantes das sociedades protetoras de animais em comissões de ética no uso de animais – órgãos que avaliam atividades de ensino e pesquisa com animais, verificando a compatibilidade com a legislação.

De autoria do deputado Fred Costa (Patriota-MG), a proposta altera a Lei 11.794/08, a qual determina que as comissões sejam integradas por médicos veterinários e biólogos; docentes e pesquisadores na área específica; e por um representante de sociedades protetoras de animais legalmente estabelecidas no País.

Segundo o texto aprovado, o número de representantes de cada categoria deverá ser estabelecido nos regimentos das comissões, com representação assegurada às sociedades protetoras de animais de, no mínimo, 1/4 do total de membros.

“As conquistas tecnológicas e científicas humanas não devem silenciar para o sofrimento dos animais e, mais do que nunca, é necessário que nossa espécie assuma a responsabilidade pelo bem-estar das demais espécies e pelo equilíbrio dos ecossistemas”, disse o relator, deputado Ricardo Ayres (Republicanos-TO).

Tramitação
A proposta será ainda analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Fonte: https://www.camara.leg.br/noticias/987975-comissao-aprova-aumento-da-representacao-de-sociedades-protetoras-de-animais-nas-comissoes-de-etica-em-pesquisa/

Câmara dos Deputados

Usamos cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Ao clicar em "Aceitar", você concorda com o uso de cookies. Aceitar Saiba mais