Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O governo já conseguiu 65 das 171 assinaturas necessárias para apresentação do requerimento para criação da CPI da Petrobras, informou o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros, a O Brasilianista nesta terça-feira (21).

O deputado ressaltou que, além do modelo de gestão da empresa, a comissão vai investigar o impacto do endividamento da petroleira sobre as empresas, o modelo tributário do petróleo, sonegação fiscal, e benefícios corporativos que possam estar impactando os custos da Petrobras.

A possibilidade de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito também repercutiu na audiência em que é ouvido o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida. “Se Congresso decidir por CPI, o Ministério de Minas e Energia está ao lado do Congresso providenciando as informações necessárias. Se o Congresso achar por bem não ter CPI, vamos continuar nossa parceria”, disse o ministro.

Autor

  • Jornalista brasiliense formado pela Universidade de Brasília (UnB). Tem passagem como repórter pelo Correio Braziliense, Rádio CBN e Brasil61.com. No site O Brasilianista cobre economia e política.