Servidores de todo o país se reúnem em frente às superintendências estaduais. Foto: divulgação/PF

Novo protesto de policiais federais está marcado para a tarde desta quinta-feira (12). A classe reivindica a publicação oficial da medida provisória que prevê o reajuste salarial. Os policiais se reúnem em frente às superintendências da PF em Brasília e nos estados.

“O Governo Federal tem uma dívida com os policiais federais e, para que ela seja quitada, basta uma decisão política do governo”, diz Marcus Firme, presidente da FENAPEF (Federação Nacional dos Policiais Federais).

Os servidores pedem que os R$ 1,7 bilhões liberados sejam direcionados integralmente ao reajuste das categorias federais de segurança pública. Além dos atos marcados por todo o país, uma nova assembleia será realizada para planejar os próximos passos da mobilização. Segundo a FENAPEF não haverá paralisação dos servidores e o atendimento à população seguirá funcionando normalmente.

O aumento salarial de servidores da segurança pública foi aprovado pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional em dezembro de 2021, beneficiando profissionais da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Apesar da aprovação, a medida ainda aguarda publicação do governo federal.