Plenário da Câmara dos Deputados. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Após dois meses do início do ano legislativo, as comissões permanentes da Câmara podem ser instaladas nesta semana, segundo o presidente da Câmara. Arthur Lira informou que a maioria das comissões permanece com os mesmos partidos, com exceção de alguns colegiados que estão em negociação pelos partidos. Lira disse que só depende disso para publicar a portaria determinando a instalação das comissões. “Se já se confirmar (acordo) ainda hoje, soltamos portaria para que sejam instaladas as comissões, os deputados indicados e os presidentes escolhidos”, declarou.

O União Brasil, resultado da fusão do PSL e DEM, ficará com a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e com a Comissão Mista de Orçamento (CMO), as mais importantes da casa.

A CMO será delegada ao deputado Celso Sabino, recém filiado ao partido. Já a CCJ, a mais disputada da Casa, ainda não está definida. A disputa é entre Juscelino Filho e Artur Maia. “Estou deixando eles decidirem entre eles. Se não resolver vamos levar pra bancada”, afirmou o líder do partido, Elmar Nascimento.

Já os deputados Kim Kataguiri e Delegado Pablo irão presidir uma das seguintes comissões: legislação participativa ou Educação. A comissão de Minas e Energia deve ser destinada ao deputado Fábio Schiochet.

Autor

  • Editora-chefe na Arko Advice, desde fevereiro de 2022. Antes, atuou como repórter de política na CNN Brasil. Foi correspondente internacional em Nova Iorque pela Record TV. Atua em redação há 18 anos.