Haddad
Foto Paulo Pinto/Agencia PT

O instituto Datafolha divulgou, nesta quinta-feira (7), uma pesquisa sobre a disputa ao Palácio dos Bandeirantes. Foram testados dois cenários. Neste momento, há quatro candidatos competitivos, conforme já havia sido apontado por outros institutos: o ex-prefeito de São Paulo (SP) Fernando Haddad (PT), o ex-governador Márcio França (PSB), o ex-ministro de Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o governador Rodrigo Garcia (PSDB).

No primeiro cenário, Haddad lidera com 29% das intenções de voto. França aparece em segundo lugar com 20%. Tarcísio registra 10%. E Garcia aparece com 6%. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, Tarcísio e Garcia estão tecnicamente empatados na terceira posição. Os demais candidatos somam 6%. Brancos, nulos e indecisos somam 30%.

No segundo cenário, sem a presença de Márcio França, Haddad lidera com 35%. Em seguida aparecem Tarcísio de Freitas e Rodrigo Garcia com 11%. Os demais candidatos somam 8%. Brancos, nulos e indecisos contabilizam 33%.

A disputa pelo governo de SP mostra um cenário indefinido. Apesar da liderança de Haddad, França ainda é pré-candidato, o que pode dividir o eleitor de esquerda. Além disso, Tarcísio e Garcia são muito conhecidos – segundo o Datafolha, 62% dos entrevistados não conhecem o ex-ministro nem o governador. Isso sem falar que temos 1/3 do eleitorado “sem candidato” (brancos, nulos e indecisos).

Em que pese essas variáveis em aberto, a tendência é que Fernando Haddad esteja no segundo turno. A incógnita é quem será seu adversário. A disputa entre Tarcísio de Freitas, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), e Rodrigo Garcia promete ser bastante acirrada.