Carlos Viana
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Há quase quatro meses sem líder no Senado, o governo busca um nome para atuar em defesa dos interesses do Palácio do Planalto. O cotado, no momento, é o senador Carlos Viana (PL-MG). Segundo o senador Flavio Bolsonaro, Viana já conversou com o presidente da República e é um “bom nome”. No entanto, o martelo não foi batido.

A ausência de um líder tem prejudicado o governo em diversas situações. Recentemente, por exemplo, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi convocado a falar em comissão. Além disso, a denúncia envolvendo o ex-ministro da educação tomou grandes proporções na Casa. Também há impacto nos planos econômicos, já que pautas prioritárias, como Privatização dos Correios, estão paradas e, neste caso, sem relator.

Flávio minimizou a situação e garantiu que o novo líder deve ser escolhido, em breve, assim como destinada a relatoria da matéria. “É uma questão de tempo decidir quem vai ser o líder e quem vai tocar o projeto. O Governo quer que seja aprovada (privatização) o quanto antes”, declarou.

Autor

  • Editora-chefe na Arko Advice, desde fevereiro de 2022. Antes, atuou como repórter de política na CNN Brasil. Foi correspondente internacional em Nova Iorque pela Record TV. Atua em redação há 18 anos.